Páginas

3 de mar de 2010

aquilo.

Eu sou a dor, 
sou a felicidade,
sou o narrador,
e também o personagem.

Sou poeta.
e a decepção,
sou a amizade,
e sou a inveja.

Sou tudo aquilo que te faz sofrer,
e também o que te faz sorrir.

Sou a garota das meias coloridas,
eu sou a música em seus ouvidos.
sou seu desprezo. 

Sou sua mão mão direita. 
mais não seu coração,
você é a dor que entra em minhas veias. 
é tudo aquilo que eu quero esquecer.

Você pra mim é uma música,
mais eu sou uma breve parodia. 

Um comentário: