Páginas

9 de jul de 2014

Entre uma xícara de café e outra, lendo meus velhos companheiros de guerra, uma lembrança sorrateira do teu sorriso me veio a mente. Foi praticamente impossível conter os meus lábios também. Existe algo em teu sorriso que alimenta o meu. Há algo em teus olhos que preenchem as lacunas da minha alma. Nosso sentimento é manso, eu sei - mesmo que ele caminhe sobre um abismo de controvérsias -. Nunca busquei uma explicação do  por quê eu preciso de você, por quê há desespero quando você não vem e  por quê  teu colo alivia minhas dores. Nunca foi de minha vontade compreender o motivo de não conseguir conviver com tua ausência ou tentar negar que há desejo em meus olhar. Nunca busquei entender o que une nossas naturezas tão discrepantes quanto dia e noite. Nunca quis saber,  por quê  lá no fundo eu sei que você me aceitou do modo errante, atrapalhada, histérica e apaixonada. Você soube me aceitar exatamente como sou.  

       




                                                                                      "Houveram lacunas na vida que precisaram ser acalentadas."

3 comentários:

  1. Tenha uma linda tarde =)

    ResponderExcluir
  2. É tudo tão breve
    Habitamos as pedras
    Inventamos sonhos
    Vislumbramos quimeras

    Mas, falemos dos suspiros dos pássaros
    Falemos de ti
    Nas irreprimíveis asas dos anjos
    Na noite primeira dos mil encantos



    Um radioso fim de semana



    Doce beijo

    ResponderExcluir
  3. É tudo tão breve
    Habitamos as pedras
    Inventamos sonhos
    Vislumbramos quimeras

    Mas, falemos dos suspiros dos pássaros
    Falemos de ti
    Nas irreprimíveis asas dos anjos
    Na noite primeira dos mil encantos



    Um radioso fim de semana



    Doce beijo

    ResponderExcluir