Páginas

8 de nov de 2012

Medo de tempestades

Escrevo porque não consigo falar, e não consigo falar porque tenho medo. Eu devo ser a pessoa mais hipócrita do mundo. Sobrevivo nas águas mornas porque não sou quente, sou morna, não existem sentimentos que me façam ferver. Não há temperatura que aumente minha autoestima. Não tem maneiras de expressar quão medíocre eu me tornei. Desculpe-me pela minha total falta de personalidade, talvez a primavera esteja levando com ela as minhas cores.

10 comentários:

  1. Oi Camila,

    Ter coragem de dizer tudo o que sente soa a mim como um belo exemplo de personalidade. Ter medo também pode ser prudência.

    Gostei muito do que escrevestes!!!
    Seguindo o blog de vocês! beijos!! .)

    ResponderExcluir
  2. Minha querida

    Passando para agradecer a carinhosa visita.
    Gostei de tudo o que li e voltarei mais vezes.


    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito deste texto. A frontalidade com que nos apresentamos é ,sem dúvida, um ato de coragem e a revelação de uma forte personalidade. Abraços. Prometo voltar.

    ResponderExcluir
  4. Hola, un placer leerte. Un texto lleno de sentimiento el que compartes. Cuidate.

    ResponderExcluir
  5. Olá Camila, lindo nome :)
    As cores vão e vêm... há dias em que são mornas, outros frias, mas quando menos se espera; elas acordam e, a alma volta de novo a senti-las: quentes e vivas e, quem escreve assim... revela sensibilidade e carácter!
    Beijinho e obrigada pela visita! BFS

    ResponderExcluir
  6. escrevo porque também não sei falar.
    acho que estamos sempre no mesmo dilema...

    e não deixe que a primavera leve as suas cores, porque isso é o que ainda nos mantém aqui.

    ResponderExcluir
  7. Oi querida, lindo pensamento, adorei.
    Às vezes escrever espanta os nossos medos, acredite.
    Tenha uma linda semana, bjs...

    ResponderExcluir
  8. Olá Camila! Agradeço sua visita!
    Bem, vejo que as tempestades da vida a assustam e o medo é que devora sua percepção. AINDA não houve sentimentos que a fizessem ferver, ainda. Tudo temo momento certo,a hora certa...
    Bj

    ResponderExcluir
  9. Ultimamente está sendo assim comigo também. Sentir-se morno é terrível mesmo. Ou você é frio, ou é intenso. Morno é não ser nada. O ruim é que às vezes não dá pra evitar. :/

    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir