Páginas

25 de jun de 2010

Em vão

Ele passava seus dias a beira de um túmulo, o túmulo do seu grande amor. A conheceu, não deu valor, ela se foi, e agora ele nada mais faz, além de chorar a morte de sua alma-gémea.

Devemos perceber o quanto alguém é importante
para gente quando ainda os temos, porque aí
cada lágrima que derrubar depois que a pessoa 
amada se for, será em vão.

Um comentário: